28.4.15

«A hora mesma da morte/ é hora de nascer.»


Pierre Pellegrini